NOTÍCIAS
Home Notícias ECONOMIA Calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial ainda não foi definido

Calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial ainda não foi definido

A expectativa, no entanto, é que a Caixa libere a terceira parcela do auxílio emergencial na segunda quinzena de junho

A Caixa Econômica Federal ainda não havia divulgado, até esta segunda-feira (8/6), o calendário de depósito e saque da terceira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 para ajudar os trabalhadores que sofreram queda na renda durante a pandemia do novo coronavírus. Há expectativa, no entanto, que o valor comece a ser liberado na segunda metade de junho.

A Caixa já informou que deve manter o processo de primeiro liberar o valor digitalmente e só depois permitir o saque em dinheiro. Porém, nesta semana, ainda está sendo concluído o pagamento da segunda parcela dos R$ 600, com a liberação do saque para os brasileiros que receberam o auxílio em uma conta virtual.

Nesta segunda-feira, por exemplo, tiveram acesso ao saque os nascidos em agosto. Nesta terça, será a vez dos nascidos em setembro. E assim por diante, até que, no sábado (13/6), os aniversariantes de dezembro ganharão o direito a sacar.

Se o governo seguir a mesma lógica usada na segunda parcela, os pagamentos da terceira podem começar na semana que vem. Afinal, o calendário de pagamentos do Bolsa Família não será alterado e, neste mês de maio, está previsto para ocorrer entre 17 e 30 de junho. Se seguir os prazos da segunda parcela, a Caixa deve depositar os R$ 600 dos demais trabalhadores também nesse período e liberar os saques assim que encerrar o pagamento do Bolsa Família, ou seja, a partir de 1º de julho.

O governo avalia que a sistemática ajuda os brasileiros na pandemia e ainda evitar a formação de filas nas agências bancárias. Por isso, vai manter esse modelo de pagamentos na terceira parcela dos R$ 600, que deve começar a ser paga na segunda quinzena deste mês.

Saque do FGTS 2020

Um auxílio que já está definido para a próxima semana é o saque emergencial do FGTS. Trabalhadores com algum valor em contas ativas ou inativas poderão contar com até R$ 1.045, a partir da segunda-feira (15/8).

Fonte: www.correiobraziliense.com.br

COMENTÁRIOS: Os comentários representam a opinião de seus autores, e não da União Geral dos Trabalhadores.